sábado, 4 de junho de 2011

A CAPITAL DO PODER

                            
            Contemplar a criação de Deus dá a exata dimensão da insignificância humana. Apreciar as criações do homem, por outro lado, revela que só Ele poderia ter nos criado e dotado de inteligência e capacidade de realizar o que a mente imagina. Veja só Brasília, a capital do Brasil. Que monumento à criatividade humana! Basta contemplar sua forma projetada, suas vias em “tesourinhas”, a majestosa catedral, os parques ecológicos e os prédios lapidados no cenário da vida moderna para entender do que somos capazes.
            A forma é de um avião. Porque um avião? Tem um corpo estruturado seguindo da cauda em direção às asas. Ou virse-versa. Denominam-se Asa Sul e Asa Norte naturalmente porque uma está no Norte e outra no Sul do Distrito Federal.
Saber disso é suficiente? Então, sigamos adiante, em direção à cabine. O piloto! Isso mesmo, o piloto desse monumental boing é aquele que comanda, dirige, dá as coordenadas e segue a rota estabelecida. É ele, o presidente (a) em seu palácio – o Planalto. Tudo depende dele (a). O destino da Nação, cujos passageiros são um misto de várias raças e conceitos.
             Quanta responsabilidade ter nas mãos o “mouche”! Entretanto, ele (a), aquele (a) que comanda, não se compara Àquele que criou e cria, pois, no final das contas tudo veio e vem dEle -  do Criador. ESSE que está acima, mas muito acima de quem vislumbra, projeta e torna real. Aplausos para ELE!

Psicoterapia, depressão, antidepressivos e autoconhecimento

                        
Nos últimos tempos estão sendo veiculadas inúmeras reportagens a respeito do lançamento de novos medicamentos que podem melhorar o nosso humor

Remédios antidepressivos capazes de nos deixar livres de qualquer tipo de vício, além de propiciarem sentimentos de felicidade e paz! É evidente que em nossa sociedade, aonde a dificuldade de sobrevivência cada vez mais brutaliza e estressa o ser humano, notícias como essas são muito bem vindas.

De fato, muitas empresas farmacêuticas estão investindo pesadamente neste segmento, que é altamente rentável e atinge mais de 40% da população mundial. Porém, é importante lembrarmos que há exatamente 20 anos o lançamento da fluoxetine (princípio ativo do Prozac) provocou as mesmas reações eufóricas. Mas, infelizmente, apesar do consumo exagerado deste e de outros antidepressivos ou estabilizantes de humor de última geração, os problemas emocionais continuam crescendo e provocando muitos danos tanto relacionais quanto orgânicos.
Não podemos terceirizar a responsabilidade que devemos ter com a nossa felicidade. Ela não pode vir por meio de coisas externas, pois a verdadeira e  perene felicidade só pode acontecer na jornada do autoconhecimento e do encontro de sentido e significado existencial. Nem o dinheiro pode ser instrumento para se atingir a felicidade, pois feliz é quem gosta de viver e tem fé na própria vida, independente dos percalços tristes que possam atingi-lo.

PURA COINCIDÊNCIA!

Uma fatia de cenoura parece um olho humano. A pupila, a íris e as linhas raiadas são semelhantes ao olho humano... e SIM, a ciência mostra que a cenoura fortalece a circulação sanguínea e o funcionamento dos olhos.

Um tomate tem quatro câmaras e é vermelho. O coração é vermelho e têm quatro câmaras. Toda a investigação mostra que o tomate é de fato um puro alimento para o coração e circulação sanguínea.

As uvas crescem em cacho que tem a forma do coração. Cada uva assemelha-se a uma célula sanguínea e toda a investigação hoje em dia mostra que as uvas são também um alimento profundamente vitalizador para o coração e o sangue.

Uma noz parece um pequeno cérebro, com hemisférios esquerdo e direito, cerebelos superiores e inferiores. Até as rugas e folhos de uma noz são semelhantes ao neo-cortex. Agora sabemos que as nozes ajudam a desenvolver mais de 3 dúzias de neurotransmissores para o funcionamento do cérebro.

Os feijões realmente curam e ajudam a manter a função renal e sim, são exatamente idênticos aos rins humanos.

O aipo, bok choy, ruibarbo e outros são idênticos a ossos. Estes alimentos atingem especificamente a força dos ossos. Os ossos são compostos por 23% de sódio e estes alimentos têm 23% de sódio. Se não tiver sódio suficiente na sua dieta o organismo retira sódio dos ossos, deixando-os fracos. Estes alimentos reabastecem as necessidades do esqueleto.

Berinjelas, abacates e pêras ajudam à saúde e funcionamento do ventre e do cervix feminino – eles são parecidos com estes órgãos. Atualmente a investigação mostra que quando uma mulher come um abacate por semana, equilibra as hormonas, não acumula gordura indesejada na gravidez e previne cancros cervicais.
E que profundo é isto? O cultivo de um abacate (flor a fruta) dura exatamente 9 meses. Existem mais de 14 000 componentes químicos fotolíticos em cada um destes alimentos (a ciência moderna estudou e nomeou cerca de 141).

Figos estão cheios de sementes e estão pendurados aos pares quando crescem. Os figos aumentam a mobilidade e aumentam os números do esperma masculino, assim como ajudam a ultrapassar a esterilidade masculina.

As batatas doces são idênticas ao pâncreas e de fato equilibram o índice glicêmico de diabéticos.

Azeitonas ajudam a saúde e funcionamento dos ovários.

Toranjas, laranjas e outros citrinos assemelham-se a glândulas mamárias femininas e realmente ajudam à saúde das mamas e à circulação linfática, dentro e fora das mamas.

As cebolas parecem células do corpo. A investigação atual mostra que a cebola ajuda a limpar materiais excedentes de todas as células corporais. Até produzem lágrimas que lavam as camadas epiteliais dos olhos
.

LINHAÇA NA SUA VIDA!



A linhaça é uma semente que pode trazer diversos benefícios à saúde. Existem dois tipos de linhaça: a marrom e a dourada. Ambas são ricas em Ômega 3, uma gordura “boa” que protege o organismo das doenças do coração, diabetes e câncer. Além disso, esta semente é fonte de fibras que contribuem para um bom funcionamento intestinal, é rica em lignanas, substância esta que pode amenizar os sintomas da menopausa e que não contém colesterol.

Antes de utilizar na alimentação, esta semente deve ser aquecida no forno e pode ser consumida tanto triturada como em grãos. Quando triturada disponibilizamos o Ômega 3 e quando utilizada em grãos, suas fibras exercem efeito positivo no trânsito intestinal. Pode ser adicionada em vitaminas, sucos, bolos, frutas picadas, saladas e, até mesmo, utilizá-la como farofa sobre os alimentos. Desta forma, uma alimentação saudável e a prática de exercícios físicos podem ajudar na melhora da saúde e na manutenção do equilíbrio orgânico, contribuindo positivamente para o desempenho físico.

Introduza a linhaça no seu dia-a-dia. De maneira prática, você pode fazer com que suas refeições fiquem mais saudáveis.

Veja como é simples!

Mix na tigela

Em uma tigela, coloque banana, mamão e maçã picados;
Adicione um copo (200 ml) de bebida a base de soja;
Adicione 1 colher de sopa de linhaça triturada e 1 colher de sopa de suas sementes;
Misture os ingredientes e bom apetite.

PROPRIEDADES E BENEFÍCIOS DO GENGIBRE

    
 Veja aqui as principais indicações do gengibre:

      Contra enjoo, náusea, (Seu efeito antináusea é reconhecido pela ANVISA. Essa aplicação vem sendo testada em pacientes que se submetem ao tratamento da quimioterapia e vem apresentando resultados positivos) 2 a 4g diariamente, sob forma de chá infusão ou decocção;
Contra ressaca, tomar o chá
Contra resfriados, tosse, bronquites, asma,
Rouquidão, inflamações na garganta e para clarear a voz, usado sob forma de cristais; em pequenos pedaços, mastigando.
Ajuda a fortalecer o sistema imunológico.
Possui antiinflamatório natural e, por isto é eficiente nas aplicações para aliviar as dores.
Combate cólicas causadas pelo acúmulo de gases, constipação, auxilia na expulsão de resíduos alimentares estagnados do sistema digestivo.
É expectorante e sudorífero, aquece os pulmões e seca a umidade excessiva dos mesmos, auxiliando na expulsão do muco do sistema respiratório. Produz um aquecimento do corpo através da circulação sanguínea sendo eficaz para casos crônicos de extremidades frias ou com um sistema linfático, usar o xarope.
É fonte natural de antioxidante, contribuindo para a diminuição dos efeitos do envelhecimento.
Por ser considerado um vegetal afrodisíaco, é indicado contra a impotência sexual masculina.
A maior indicação de uso externo refere-se a dores musculares e correlatas.
Contra traumatismo, reumatismo e artrite, é usado o óleo (misturado com algum outro óleo neutro) em fricções leves. No Japão, o óleo é também empregado em massagens na coluna e articulações.
Para dores de ouvido, aplicar algodão embebido no óleo de gengibre.
Como anti-séptico e contra mau hálito fazer bochechos com a tintura; também pode ser mastigado um pequeno pedaço da planta.
A medicina chinesa recomenda 3 a 10g diárias de gengibre deixadas em decocção por uma noite; dissolver esse suco em água e ingerir quando apresentar os seguintes casos: bronquite crônica, vômito, náusea, dores de estômago, náusea ou diarréia por insuficiência do baço, vômitos e dores de estômago devido à síndrome de frio no estômago e frio nos pulmões;


Na homeopatia (procurar médico homeopata
para a manipulação da homepatia)
Enxaqueca
Asma ou enfisema sem ansiedade
Bronquite
Digestão lenta, com gases e acidez do estômago
Diarréia flatulenta, com cólicas
Hemorróidas dolorosas e que queimam
Hemorragias uterinas passivas, de sangre negro
Hemorragia pós-parto ou da menopausa
Inflamação da uretra, com secreção amarelada e fluida
Urinas turvas e de mau cheiro que queimam ao passar
Pessoa nervosa e inquieta mais à noite, sente desconforto nos pés sem saber o que fazer, irritabilidade ao anoitecer e durante a menstruação
Esquecimento, com memória fraca ou aumento da atividade mental
Vertigem, dores de cabeça frontal hemicraniania
Ardência nos olhos, fotofobia sensação de areia nos olhos, dores de cabeça que afetam a visão
Coriza
Secura na garganta
Transtornos gástricos, náuseas, digestão débil
Diarréia
Dores nos rins
Asma, ardor abaixo da laringe
Rigidez de nuca
Dores reumáticas, dores nos pés
Sonolência
Calafrios ao anoitecer

Formas de emprego
Usado sob forma de:
chá
suco
tintura
óleo
xarope
cataplasma
cortado em pequenos pedaços (para ser mastigado e aspirado)
ralado (culinária e fabricação de bebidas)
lascas (culinária e fabricação de bebidas)
em pó (culinária e fabricação de bebidas)
Com o seco do rizoma fresco, misturado com outros ingredientes, preparam-se cremes e pomadas. Usando a Ghee

Modo de preparo
Infusão: para cada colher de chá de raiz triturada, coloca 1 xícara de chá de água quente, deixar repousar por alguns minutos.
Macerado: 0,5 - 1g de pedaço pequeno da raiz em 1/2 litro de água fria, deixar em repouso cerca de 2 horas antes de usar.
Decocção: preparar com 1 colher (chá) de raiz triturada em 1 xícara de chá de água, tomar 4 xícaras de chá ao dia.
Xarope: pode ser ralado e adicionado a xaropes para curtir por um tempo, junto com outras ervas.
Cataplasma: preparar com gengibre bem moído ou ralado e amassado num pano, e deixar no local (para reumatismos e traumatismos na coluna vertebral e articulações).
Rizoma fresco: mascar um pedaço (rouquidão).
Tintura: 100 g do rizoma moído em 0,5 l de álcool, fazer fricções para reumatismos.

       Uso moderado

      O gengibre, por ser uma raiz forte, deve ser usado sempre com moderação, quando necessário e com as devidas precauções. Em caso de dúvida, devemos consultar um especialista (médico, naturalista, etc.). * Todos os medicamentos, inclusive os fitoterápicos, devem ser utilizados apenas com indicação médica.
Nunca preparar muito concentrado, não exagerar nas doses e nem no tempo de uso.
Nas casas que vendem produtos de aromaterapia são encontrados óleos de banho que contém, em sua formulação, o óleo de gengibre.

       Como comprar e usar
      Escolha seu gengibre com a pele sem rugas, pois assim ele não estará fibroso. Descarte os pedaços sem cor, e com as pontas mofadas. Gengibres mais velhos têm o gosto mais forte e mais ardido e, portanto, deverão ser usados com moderação. Eles podem ser guardados dentro de um saco de papel na parte baixa da geladeira por várias semanas.
Para prepará-lo, simplesmente descasque com uma faca afiada e rale ou corte-o em fatias finas.

       Cuidados com o Uso
      Externamente, pode causar queimaduras ou irritações, por isso, deve ser observado o local da aplicação, principalmente pessoas com a pele muito sensível ou com eczema.
Antes de usar o óleo na pele, pela primeira vez, deve ser feito um teste de reação, misturando uma gota do óleo com algumas gotas de outro óleo neutro colocando-se nas dobras do cotovelo ou joelho e aguardando cerca de 24hs. Caso a pele não apresente nenhuma reação: vermelhidão e nem coceira, pode ser empregado, porém com moderação.
Após cortar o rizoma, lavar as mãos para evitar que a pele fique manchada.
Não usar quando for se expor ao sol.
Por ser irritante ao estômago, não deve ser ingerida tintura pura, principalmente por pessoas com úlcera.
      Não é recomendado para pessoas com cálculos biliares.
O uso não é indicado para gestantes, porque pode provocar efeitos colaterais para o feto e induzir o aborto.
O óleo tem propriedades hipertensivas, por isso, deve ser evitado por pessoas que tenham a pressão sanguínea elevada.
Em casos de cirurgia bucal (de gengiva ou extracções dentárias), não são recomendados os buchechos nas primeiras horas.
Não deve ser administrado para crianças menores de seis anos.

LIÇÃO DE VIDA

Os homens perdem a saúde para juntar dinheiro,
depois perdem dinheiro para recuperar a saúde,
e por pensarem ansiosamente  no futuro,
esquecem do presente de tal forma que acabam por
não viverem nem o presente e nem o futuro.
E vivem como se nunca fossem morrer...
E morrem como se nunca tivessem vivido.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Parabéns pra você nesta data querida!

Minha cidade - Vicente Pires - está comemorando 02 anos de emancipação. É ainda um "bebê" que precisa de apoio para caminhar e mostrar suas potencialidades. Alô, autoridades distritais, vamos dar uma "mãozinha"!
Feliz aquele que ensina o que sabe e aprende o que ensina.
                                                        (Cora Coralina)

terça-feira, 24 de maio de 2011

Homossexual, negra, pobre, mulher e crente

      


     Para não dizer que não falei das flores... “Caminhando e cantando e seguindo a canção. Somos todos iguais, braços dados ou não. Nas escolas, nas ruas, campos, construções. Caminhando e cantando e seguindo a canção...” Assim começa a música do Geraldo Vandré que ficou em segundo lugar no Festival Internacional da Canção de 1968, virou um hino de resistência à ditadura militar brasileira e, depois disso, teve sua execução proibida durante anos usando como pretexto a "ofensa" à instituição contida nos versos "Há soldados armados, amados ou não. Quase todos perdidos de armas na mão. Nos quartéis lhes ensinam uma antiga lição de morrer pela pátria e viver sem razão".
     Seguindo a canção, resolvi escrever este texto não em nome de um grupo específico, não o escrevo como partidário de interesses e manipulações políticas, nem religiosas. Escrevo apenas porque reconheço o direito das minorias, todas elas, sejam elas quais forem, de terem seus direitos civis garantidos na lei sim, mesmo que estes direitos não me sejam úteis, interessantes ou possam ir de encontro com o que julgo ser o modo saudável de conduzir a própria vida psicológica ou socialmente. Por outro lado, faço questão de ter o mesmo direito constitucional de manter opinião formada sobre os assuntos que julgo importantes para minha vida pessoal e daqueles que convivem comigo diariamente.
     Desculpe o trocadilho, mas por favor não me chamem de “vaselina”. Tenho amigos gays, heteros, pobres, viciados, marginalizados, vitimados, liberais e também os que hoje são chamados de homofóbicos, radicais, intransigentes, funfamentalistas, etc. Transito com a maior facilidade entre todos eles porque creio que Jesus faria o mesmo, correndo até o risco de ser confundido com um deles, mas sem deixar de orientar e muitas vezes confrontar em amor as posturas mantidas por quem quer que fosse, de um lado ou outro da linha de batalha.
     O que norteia uma democracia é o direito à livre expressão das idéias, o direito de ir e vir até onde o direito do meu próximo não seja ferido por mim. Não sei se o que direi aqui poderá ser considerado uma postura homofóbica ou permissiva demais. Na verdade pouco importa. Dependendo de quem ler, poderá encontrar as duas tendências, mas é somente minha opinião e ela não deve ser entendida fora do contexto da totalidade da minha vida e também do que já escrevi até aqui.
Particularmente, apesar de não concordar com a prática homossexual e também não achar saudável para a formação total de uma criança ou adolescente serem orientados nesta direção, reconheço que pessoas do mesmo sexo possam e devem ter assegurado o direito civil de constituírem bens em comum dentro de uma união estável tenha ela o status/nome de casamento ou não.
     O que minha consciência não permite é ser proibido de dizer que homossexuais precisam sim se arrepender de seus pecados, bem como e também os “crentes” e “santos” que não conseguem amar, perdoar, fazer o bem ou viver na Verdade e pela Verdade.
Longe de tentar fazer uma leitura fundamentalista ou puramente conservadora dos textos bíblicos, não acredito que Deus abençoe casamentos homoafetivos da mesma forma que não consigo crer na possibilidade do Deus da Bíblia abençoar um casal hetero que não se ame, não se respeite e não viva em fidelidade mútua, muito embora eu saiba que o critério da bênção de Deus é a Graça que não obedece regras e/ou leis humanas. Recebemos Graça não por merecimento, mas por puro amor de Deus revelado em Cristo Jesus.
     Não consigo conceber a idéia de Deus rejeitar ou deixar de amar alguém simplesmente por sua tendência e orientação sexual, cor, religião, conceitos filosóficos, preconceitos, medos e pecados, sejam eles de que ordem for.
     Tenho dito que há tanta salvação oferecida para Fernandinho Beira-mar como para Madre Teresa de Calcutá, São Francisco de Assis, Lady Gaga, as milhares de crianças abandonadas nas ruas das nossas cidades, prostitutas, pastores, bispos, rabinos, sacerdotes, pagãos e todo tipo de gente. Isto também quer dizer que a salvação é uma possibilidade real para você e eu neste exato momento em que você lê este texto. Isto tem a ver apenas com fé. Não há projeto lei ou iniciativa pública que mude isto.
     O que escrevo aqui não é uma bandeira, nem colorida, nem preto e branco, apenas o que o Senhor Jesus nos mandou pregar até os confins da terra. O que tenho a dar é tão somente e simplesmente uma boa notícia:
     “Mas agora se manifestou uma justiça que provém de Deus, independente da lei, da qual testemunham a Lei e os Profetas, justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo para todos os que crêem. Não há distinção, pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente por sua graça, por meio da redenção que há em Cristo Jesus.” (Romanos 3.21-24)
     O Deus que ama e salva te abençoe rica, poderosa e sobrenaturalmente!


      Por Pablo Massolar

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Brasileiro é assim mesmo - gente boa!

     Um dia desses fui a uma festa de aniversário infantil com minha linda família a tive a grata satisfação de conhecer algumas pessoas muito legais. Conversamos sobre vários assuntos como política, educação, segurança e saúde pública. Tínhamos opiniões diferentes, é claro, mas uma vez ou outra concordávamos a respeito de algo. Havia no grupo, porém, uma senhora médica que me pareceu um tanto cética em relação a quase tudo que se referisse ao povo brasileiro. Ao seu ver, nosso povo é desonesto, corrupto e ignorante por natureza. "Não tem jeito! Não tem remédio pra esse mal do brasileiro", bradava.
     É lógico que discordei dela assim como sou contrária a qualquer forma de radicalismo. Percebi que não havia diálogo que convencesse a doutora de que as coisas não são como ela pensa, por isso, com todo o respeito ao seu ponto de vista, me retirei da mesa para conversar com outros convidados da festa.
     Todos sabemos que as "pessoas" são diversificadas, únicas e, principalmente, insubstítuíveis no que tange ao propósito de Deus para suas vidas. As Escrituras afirmam que o Senhor fez até o homem mau para o dia mau. Portanto, existem sim corruptos, mafiosos, marginais de toda espécie. Porém, não são maioria no nosso país. Pelo contrário, na essência nossa gente é amável e de boa índole. Somos um povo pacato, hospitaleiro e alegre.  Que bom que somos assim!

O que explica Rio-2016?

      Por Juan Arias (jornalista espanhol)
    
     O fato de o Rio de Janeiro ter ganho a disputa para hospedar os Jogos Olímpicos de 2016, deixando para trás cidades de grande prestígio como Madri, Chicago e Tóquio, já foi analisado de todas as formas. Tudo foi dito. Que a América do Sul já merecia uma Olimpíada. E é verdade. Que o Brasil é hoje a potência econômica emergente da região. Também é verdade, assim como que boa parte da vitória se deveu à enorme popularidade mundial do carismático ex-metalúrgico e hoje ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. E com ele a atuação do deus do futebol, Pelé, e do mago carioca Paulo Coelho, que soube ganhar a simpatia das mulheres dos delegados do Comitê Olímpico Internacional (COI), as quais convidou para jantar em um restaurante em Copenhague, em um clima de felicidade brasileira. Ou terão sido só as imagens das belezas únicas da mágica cidade carioca? Também, mas não só.

     Existe outro elemento pouco destacado, que é a vocação inata do Brasil e dos brasileiros para a felicidade, que acaba se irradiando internacionalmente, contagiando o mundo.
     Se houvesse sido feita uma pesquisa nacional, teria aparecido que nesse dia 100% dos brasileiros se sentiram felizes quando o presidente do COI abriu o envelope e apareceu Rio de Janeiro como vencedora da competição para realizar os Jogos Olímpicos de 2016. Os brasileiros, que gozam de uma formidável coesão nacional, estão sempre abertos para acolher qualquer motivo para serem felizes. E abrigar os jogos lhes causou orgulho e felicidade. E não escondem isso - outra característica do brasileiro.
     Em minha primeira entrevista com a atriz de cinema e teatro Fernanda Montenegro, quando cheguei ao Brasil, há dez anos, ela me disse algo que nunca esqueci e que mais tarde pude tocar com a mão: "A diferença entre um europeu e um brasileiro é que o brasileiro não se envergonha de dizer que é feliz, e o europeu, sim".

     Qualquer um que passa pelo Brasil, por turismo ou trabalho, sente-se rapidamente capturado pela cordialidade, a exuberância afetiva, o acolhimento alegre de sua gente, do norte ao sul do país. "É que com os brasileiros não se pode brigar, porque sorriem até quando você fica nervoso", me disse um correspondente argentino. É verdade. A vocação do brasileiro é mais para a paz, a amizade, o entendimento mútuo, o desejo de agradar, do que para a guerra ou a disputa. E então, o que acontece com a violência que mata no Brasil mais que em outros países? Não é uma violência brasileira, mas produzida pelo câncer do tráfico de drogas.

     A melhor arma do brasileiro continua sendo o sorriso. O catedrático de estética da Universidade do Rio, Isaías Latuf, foi indagado em plena rua em Buenos Aires se era brasileiro. "Como percebeu?", ele perguntou. E a resposta foi: "Por seu sorriso".

     Segundo uma pesquisa realizada em 2008 em 120 países pelo Instituto Gallup e apresentado pela Fundação Getúlio Vargas, a felicidade do brasileiro é superior a seu PIB. O jovem brasileiro aparece com uma avaliação da felicidade superior à média mundial. O estudo revela que os jovens brasileiros entre 15 e 29 anos apresentam maior esperança de ser felizes nos próximos cinco anos do que os jovens do resto do mundo. E essa esperança de felicidade alcança 9,29%.

     Os psicólogos tentaram analisar esses dados. Como é possível que os jovens de um país que aparece somente no 52º lugar no índice mundial de renda se sintam os mais felizes do planeta? O psicólogo Dionisio Benaszewski atribui isso ao fato de que, segundo a mesma pesquisa, os jovens brasileiros valorizam mais a felicidade do que o trabalho ou o dinheiro. Se há algo que de fato eu constatei no Brasil é que a maioria dos cidadãos, até os mais pobres, não vivem para trabalhar; trabalham para viver e para viver felizes. É quase impossível conseguir que alguém queira trabalhar em um domingo, mesmo ganhando o dobro. Costumam dizer: "Ah, não, domingo não dá".

     Segundo Benaszewski, existe outro elemento gerador de felicidade no Brasil, que é causado pelas boas relações existentes entre membros da família e entre vizinhos. Aqui a rede de solidariedade, sobretudo entre os mais pobres, é formidável. Um exemplo disso são as favelas do Rio, que entre elas se chamam de "comunidades". E o são. O elemento afeto nas relações e o afã por ajudar-se mutuamente nas adversidades, ou de desfrutar os momentos felizes, são proverbiais.

     Costuma-se dizer que os brasileiros sabem tirar felicidade até das pedras. Eles a buscam na alegria e na tristeza. No dia em que o Rio ganhou como sede dos Jogos Olímpicos, um casal de jovens brasileiros entrevistado em Madri por um repórter do programa de Iñaki Gabilondo disse algo mais ou menos assim: "Não fiquem tristes. Venham para o Rio, que é uma cidade maravilhosa, que se sentirão felizes". Pensei que, se tivesse sido o contrário, se Madri tivesse ganhado e o Rio, perdido, a jovem também teria se consolado de alguma forma, dizendo que estava feliz na maravilhosa cidade de Madri.

     Assim são os brasileiros. São mergulhadores no mar da felicidade e, como não escondem isso, acabam contagiando os outros. Sem dúvida esse contágio também teve a ver na hora da votação em Copenhague.


(Jornal EL PAIS, 14/10/2009. Tradução: Luiz Roberto Mendes Gonçalves)

Alerta colocado na porta de um espaço terapêutico

 
Seja como uma criança!



















O resfriado escorre quando o corpo não chora.
A dor de garganta entope quando não é possível comunicar as aflições.
O estômago arde quando as raivas não conseguem sair.
O diabetes invade quando a solidão dói.
O corpo engorda quando a insatisfação aperta.
A dor de cabeça deprime quando as dúvidas aumentam.
O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar.
A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável.
As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas.


O peito aperta quando o orgulho escraviza
O coração enfarta quando chega a ingratidão.
A pressão sobe quando o medo aprisiona.
As neuroses paralisam quando a "criança interna" tiraniza.
A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade.


O plantio é livre, a colheita, obrigatória ... Preste atenção no que você está plantando, pois será  a mesma coisa que irá colher!!
Escolha ser feliz!!!!

Dica de emergência

  Se algum dia você tiver que socorrer alguém que esteja sofrendo um infarto faça o seguinte: dissolva imediatamente duas Aspirinas e dê à vítima com um bocadinho de água. Ligue para Emergência (192, 193 ou 190) e diga ''ataque cardíaco'' e informe o uso das Aspirinas. Sente o paciente numa cadeira ou sofá e peça-lhe que force uma tosse, pois ela fará o coração pegar no tranco; ele deve tossir de dois em dois segundos, até chegar o socorro.. NÃO o deixe DEITAR-SE !!!!

A serpente

 

      A nossa língua é comparável a uma serpente - animal mais difícil de vigiar e domar. Apesar de estar presa numa jaula de 32 barras, mas se abre a jaula, está sempre pronta para morder e envenenar os que a rodeiam. Se não a vigiarmos de perto - causa sérios danos. 

sábado, 14 de maio de 2011

O poder das palavras

Tenho meditado nesses dias sobre o bom e o mau uso da língua e quero compartilhar essas reflexões com meus leitores. Não se trata da língua enquanto código linguístico, mas da utilização desse órgão humano para expressar sentimentos, pensamentos ou idéias. As Escrituras afirmam, e eu creio, que "a boca fala do que o coração está cheio". Se estiver repleto de amor, falará de amor; se de ódio, manifestará ódio, e assim por diante.
Está escrito também que pelas nossas palavras seremos julgados e que daremos conta de cada palavra frívola que dissermos. E ainda: "Do fruto das suas palavras o homem se farta de bem; e das obras de suas mãos se lhe retribui"(Pv 12:14); "O homem se fartará do fruto de sua boca; dos renovos dos seus lábios se fartará"(Pv 18:20). Assim sendo, concluo que o melhor mesmo é falar pouco, calar sempre e ouvir muito. 
Tenho experimentado aplicar esses ensinamentos na minha vida diária para ver o que acontece. Resolvi, por exemplo, parar de reclamar (mania comum à maioria das mulheres) e cantar em vez de murmurar. Quando vem aquela vontade ardendo pra falar de alguém ou resmungar, eu canto ou faço um comentário agradável sobre algo ao meu redor. Gente, vocês não imaginam como isso tem trazido resultados satisfatórios em todas as áreas da minha vida! Se não acreditam, então experimentem e depois me contem!

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Bom exemplo

Vocês já ouviram falar de Maria Alice Vergueiro, a musa da internet? Ela tem 70 anos e protagoniza o primeiro vídeo brasileiro que fez sucesso no YouTube - Tapa na Pantera. No último final de semana li uma reportagem sobre ela no jornal Correio Braziliense e fiqueí intrigada com sua disposição de correr atrás da fama (ou será manter?) mesmo acumulando sete décadas de vida. Vergueiro atua e dirige a peça As três velhas, que estréia em Brasília. É um exemplo de mulher: tem metas e disposição para cumpri-las. Chamou minha atenção sua frase: "...ser jovem é você estar disponível para a mudança." Legal! Aplausos!!! 

É melhor calar.

Puxa, gente, tem uma semana que não escrevo nadica de nada no meu cantinho da net! É que nesses dias estive muito ocupada no trabalho e não sobrou nem um bocadinho de tempo para postar algo de interessante. Também não tinha muito o que dizer - só ti-ti-tis que nem vale a pena comentar. Aliás, tem muita coisa que a gente sabe, está vendo, tem opiniões formadas, contudo é melhor calar. Sabe aquela coceirinha na língua que fica incomodando e nos incitando a destilar uma pitada de malícia a respeito de alguém? Pois é... Estou me vigiando pra não cometer esses deslizes que só fazem mal a mim mesma. As Escrituras garantem que a língua é um mal indomável que, apesar de pequeno órgão, é capaz de destruir todo o corpo com o seu veneno (palavras minhas). O livro de Provérbios afirma: "A morte e a vida estão no poder da língua; quem bem a utiliza comerá do seu fruto". Isso é sério, amigos! Vamos vigiar!

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Coisas que eu odeio

Detesto a palavra ódio. Acho feia e negativa. Mas não tenho outra alternativa senão usá-la quando se trata de expressar minha repulsa pelo desperdício. Odeio tudo o que representa desperdício, sobretudo se a natureza tiver que pagar a conta. Desperdiçar água (um bem natural preciosíssimo), energia, gás natural, alimentos e etcétera é o mesmo que praticar uma agressão à vida neste planeta. Meu Deus, como existem pessoas sem consciência de preservação! Queria que todos entendessem que o consumo de bens ou produtos supérfluos e o consequente e inevitável desperdício de matéria-prima lançada na natureza é pura burrice. E aí gente, o que podemos fazer para mudar isso?

segunda-feira, 25 de abril de 2011

VICENTE PIRES: TERRA VERDE DE ESPERANÇA

       Minha cidade distrital - Vicente Pires é bem novinha em termos oficiais, mas tem muita história pra contar. Seus moradores "primitivos" se deleitam em relembrar os primeiros anos, as primeiras habitações, as primeiras hortas e plantações. Tudo hoje está diferente. Os imensos lotes foram divididos e subdivididos; os pomares e as plantações de hortifrutigrajeiros deram lugar a arquitetônicos condomínios residenciais. É o progresso! Com o crescimento populacional da cidade vieram as necessidades: nossos habitantes carecem de ruas asfaltadas e sinalizadas, postos de saúde, escolas, saneamento básico e outras prioridades.
VAMOS À LUTA, MINHA GENTE, PRA ALCANÇAR BENFEITORIAS!

sábado, 23 de abril de 2011

Aniversário de Brasília

      Brasília fez a Coisa Certa no seu aniversário de 51 anos - distribuiu ecobags para os partipantes do evento. É a capital fazendo sua parte para deixar o planeta do Jeito Certo. Parabéns!
By COISA CERTA sacolas ecológicas

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Seja diferente

Artigo do jornal O Estado de São Paulo
Por Airton Luiz Mendonça
 
O cérebro humano mede o tempo por meio da observação dos movimentos.

Se alguém colocar você dentro de uma sala branca vazia, sem nenhuma mobília,
sem portas ou janelas, sem relógio.... você começará a perder a noção do
tempo.

Por alguns dias, sua mente detectará a passagem do tempo sentindo as reações
internas do seu corpo, incluindo os batimentos cardíacos, ciclos de sono,
fome, sede e pressão sanguínea.

Isso acontece porque nossa noção de passagem do tempo deriva do movimento
dos objetos, pessoas, sinais naturais e da repetição de eventos cíclicos, como o
nascer e o pôr do sol.

Compreendido este ponto, há outra coisa que você tem que considerar:

Nosso cérebro é extremamente otimizado.

Ele evita fazer duas vezes o mesmo trabalho.

Um adulto médio tem entre 40 e 60 mil pensamentos por dia.

Qualquer um de nós ficaria louco se o cérebro tivesse que processar
conscientemente tal quantidade.

Por isso, a maior parte destes pensamentos é automatizada e não aparece no
índice de eventos do dia e portanto, quando você vive uma experiência pela
primeira vez, ele dedica muitos recursos para compreender o que está
acontecendo.

É quando você se sente mais vivo.

Conforme a mesma experiência vai se repetindo, ele vai simplesmente
colocando suas reações no modo automático e 'apagando' as experiências duplicadas.

Se você entendeu estes dois pontos, já vai compreender porque parece que o
tempo acelera, quando ficamos mais velhos e porque os Natais chegam cada vez
mais rapidamente.

Quando começamos a dirigir automóveis, tudo parece muito complicado, nossa
atenção parece ser requisitada ao máximo.

Então, um dia dirigimos trocando de marcha, olhando os semáforos, lendo os
sinais ou até falando ao celular ao mesmo tempo.

Como acontece?
Simples: o cérebro já sabe o que está escrito nas placas (você não lê com os
olhos, mas com a imagem anterior, na mente); O cérebro já sabe qual marcha
trocar (ele simplesmente pega suas experiências passadas e usa, no lugar de
repetir realmente a experiência).

Ou seja, você não vivenciou aquela experiência, pelo menos para a mente.
Aqueles críticos segundos de troca de marcha, leitura de placa são apagados
de sua noção de passagem do tempo.

Quando você começa a repetir algo exatamente igual, a mente apaga a
experiência repetida.

Conforme envelhecemos as coisas começam a se repetir - as mesmas ruas,
pessoas, problemas, desafios, programas de televisão, reclamações, -.... enfim... as
experiências novas (aquelas que fazem a mente parar e pensar de verdade,
fazendo com que seu dia pareça ter sido longo e cheio de novidades), vão
diminuindo.

Até que tanta coisa se repete que fica difícil dizer o que tivemos de
novidade na semana, no ano ou, para algumas pessoas, na década.

Em outras palavras, o que faz o tempo parecer que acelera é a...

ROTINA

A rotina é essencial para a vida e otimiza muita coisa, mas a maioria das
pessoas ama tanto a rotina que, ao longo da vida, seu diário acaba sendo um
livro de um só capítulo, repetido todos os anos.

Felizmente há um antídoto para a aceleração do tempo: M & M (Mude e Marque).

Mude, fazendo algo diferente e marque, fazendo um ritual, uma festa ou
registros com fotos.

Mude de paisagem, tire férias com a família (sugiro que você tire férias
sempre e, preferencialmente, para um lugar quente, um ano, e frio no seguinte) e
marque com fotos, cartões postais e cartas.

Tenha filhos (eles destroem a rotina) e sempre faça festas de aniversário
para eles, e para você (marcando o evento e diferenciando o dia).

Use e abuse dos rituais para tornar momentos especiais diferentes de momentos usuais.

Faça festas de noivado, casamento, 15 anos, bodas disso ou daquilo,
bota-foras, participe do aniversário de formatura de sua turma, visite parentes
distantes, entre na universidade com 60 anos, troque a cor do cabelo, deixe a barba,
tire a barba, compre enfeites diferentes no Natal, vá a shows, cozinhe uma
receita nova, tirada de um livro novo.

Escolha roupas diferentes, não pinte a casa da mesma cor, faça diferente.

Beije diferente sua paixão e viva com ela momentos diferentes.

Vá a mercados diferentes, leia livros diferentes, busque experiências diferentes.

Seja diferente.

Se você tiver dinheiro, especialmente se já estiver aposentado, vá com seu
marido, esposa ou amigos para outras cidades ou países, veja outras
culturas, visite museus estranhos, deguste pratos esquisitos... em outras palavras...
V-I-V-A. !!!

Porque se você viver intensamente as diferenças, o tempo vai parecer mais longo.

E se tiver a sorte de estar casado(a) com alguém disposto(a) a viver e
buscar coisas diferentes, seu livro será muito mais longo, muito mais interessante
e muito mais v-i-v-o... do que a maioria dos livros da vida que existem por aí.

Cerque-se de amigos.

Amigos com gostos diferentes, vindos de lugares diferentes, com religiões
diferentes e que gostam de comidas diferentes.

Enfim, acho que você já entendeu o recado, não é?

Boa sorte em suas experiências para expandir seu tempo, com qualidade, emoção,
rituais e vida.


E S CR EVA em tAmaNhos diFeRenTes e em CorES

Oração de quem descobre que está envelhecendo




Ó Senhor, tu sabes melhor do que eu que estou envelhecendo a cada dia.
Sendo assim, Senhor, livra-me da tolice de achar que devo dizer algo, em toda e qualquer ocasião.

Livra-me, também, Senhor, deste desejo enorme que tenho de querer pôr em ordem a vida dos outros.

Ensina-me a pensar nos outros e a ajudá-los, sem jamais me impor sobre eles, mesmo considerando com modéstia a sabedoria que acumulei e que penso
ser uma lástima não passar adiante.


Tu sabes, Senhor, que desejo preservar alguns amigos e uma boa relação com os filhos, e que só se preserva os amigos e os filho
s quando
não há intromissão na vida deles.

Livra-me, também, Senhor, da tolice de querer contar tudo com detalhes e minúcias e dá asas
à minha imaginação
para voar diretamente ao ponto que interessa.

Não me permita falar mal de alguém.
Ensina-me a fazer silêncio sobre minhas dores e doenças..
Elas estão aumentando e, com isso, a vontade de descrevê-las vai crescendo a cada ano que passa.
 
 

Não ouso pedir o dom de ouvir com alegria a descrição das doenças alheias; seria pedir muito.
Mas, ensina-me, Senhor, a suportar ouvi-las com paciência.

Ensina-me a maravilhosa sabedoria de saber que posso estar errada em algumas ocasiões.
Já descobri que pessoas que acertam sempre são maçantes e desagradáveis.

Mas, sobretudo, Senhor, nesta prece de envelhecimento, peço:
Mantenha-me
o mais amável possível. Livrai-me de ser santo(a).
É difícil conviver com santos!
Mas um(a) velho(a) rabugento(a), Senhor,
é obra prima do diabo!
Poupe-me, por misericórdia. 
Clique em mim!E proteja-me contra os mal intencionados....
Assim seja!

Parábola da indecisão

Havia um grande muro separando dois grandes grupos. De um lado do muro estavam Deus, os anjos e os servos leais de Deus. Do outro lado do muro estavam Satanás, seus demônios e todos os humanos que não servem a Deus. E em cima do muro havia um jovem indeciso, que havia sido criado num lar cristão, mas que agora estava em dúvida se continuaria servindo a Deus ou se deveria aproveitar um pouco os prazeres do mundo.
O jovem indeciso observou que o grupo do lado de Deus chamava e gritava sem parar para ele:
- Ei, desce do muro agora... Vem pra cá!
Já o grupo de Satanás não gritava e nem dizia nada.
Essa situação continuou por um tempo, até que o jovem indeciso resolveu perguntar a Satanás:
- O grupo do lado de Deus fica o tempo todo me chamando para descer e ficar do lado deles. Por que você e seu grupo não me chamam e nem dizem nada para me convencer a descer para o lado de vocês?
Grande foi a surpresa do jovem quando Satanás respondeu:
- É porque o muro é MEU.
Nunca se esqueça: Não existe meio termo. O muro já tem dono.

Sabedoria

- Mestre, como faço para me tornar um sábio?
- Boas escolhas .
- Mas como fazer boas escolhas?
- Experiência.
- E como adquirir experiência, mestre?
- Más escolhas.

Um Judeu conversando com Deus

Homem: Deus?  Deus: Sim?  Homem: Eu posso lhe perguntar algo?  Deus: Claro !  Homem: O que é um milhão de anos é para você?  Deus: Um segundo.  Homem: E um milhão de dólares?  Deus: Um centavo.  Homem: Deus, você pode me dar um centavo?  Deus: Espere um segundo.

Como dar comprimidinho a um gato

 1. Pegue o gatinho e aninhe-o no seu braço esquerdo como se segurasse um bebê. Coloque o indicador e o polegar da mão direita nos dois lados da boquinha do bichano e aplique uma suave pressão nas bochechas enquanto segura o comprimido na palma da mão. Quando o amorzinho abrir a boca atire o comprimido lá para dentro. Deixe-o fechar a boquinha e engolir.

2. Recupere o comprimido do chão e o gato de detrás do sofá. Aninhe o gato no braço esquerdo e repita o processo.

3. Vá buscar o gato no quarto e jogue fora o comprimido meio desfeito.

4. Retire um novo comprimido da embalagem, aninhe o gato no seu braço enquanto lhe segura firmemente as patas traseiras com a mão esquerda. Obrigue o gato a abrir as mandíbulas e empurre o comprimido com o indicador direito até o fundo da boca. Mantenha a boca do gato fechada enquanto conta até dez.

5. Recupere o comprimido de dentro do aquário e o gato de cima do guarda-roupas. Peça a ajuda de alguém.

6. Ajoelhe-se no chão com o gato firmemente preso entre os joelhos, segure as patas da frente e de trás. Ignore os rosnados baixos emitidos pelo gato. Peça ao seu ajudante que segure firmemente a cabeça do gato com uma mão enquanto força a ponta de uma régua para dentro da boca do gato com a outra. Deixe cair o comprimindo ao longo da régua e esfregue vigorosamente o pescoço do gato.

7. Vá buscar o gato no trilho da cortina e retire outro comprimido da embalagem. Tome nota para comprar outra régua e consertar as cortinas. Cuidadosamente varra os cacos das estatuetas e dos vasos do meio da sala e guarde-os para colar mais tarde.

8. Enrole o gato numa toalha grande e peça ao seu ajudante para se deitar por cima de forma que apenas a cabeça do gato apareça por debaixo do sovaco. Coloque o comprimido na ponta de um canudinho de beber, obrigue o gato a abrir a boca e mantenha-a aberta com um lápis. Assopre o comprimido do canudinho para dentro da boca do gato.

9. Leia a bula inclusa na embalagem para verificar se o comprimido faz mal a humanos, beba uma cerveja para retirar o gosto da boca. Faça um curativo no antebraço do seu ajudante e remova as manchas de sangue do carpete com o auxilio de água fria e sabão.

10. Retire o gato da garagem do vizinho. Vá buscar outro comprimido. Abra outra cerveja. Coloque o desgraçado dentro do armário e feche a porta até o pescoço de forma que apenas a cabeça fique de fora. Force a abertura da boca do gato com uma colher de sobremesa. Utilize um elástico como
estilingue para atirar o comprimido pela garganta do gato abaixo.

11. Vá buscar uma chave de fendas na garagem e coloque a porta do armário de novo nos eixos. Beba a cerveja. Vá buscar uma garrafa de whisky. Encha um copo e beba. Aplique uma compressa fria na bochecha e verifique a data de quando tomou a última vacina contra tétano. Aplique compressas de whisky na bochecha para desinfetar. Beba mais um copo. Jogue a camiseta fora e vá buscar uma nova no quarto.

12. Telefone aos bombeiros para virem retirar o maldito do gato de cima da árvore do outro lado da rua. Peça desculpa ao vizinho que se espatifou contra o poste, enquanto tentava desviar-se do gato em fuga. Retire o último comprimido de dentro da embalagem.

13. Amarre as patas da frente às patas de trás do sacana do gato com a mangueira do jardim, e em seguida prenda firmemente à perna da mesa da sala de jantar. Vá buscar as luvas de couro para trabalhos de jardinagem na garagem. Empurre o comprimido para dentro da boca da besta seguido de um grande pedaço de carne. Seja suficientemente bruto, segure a cabeça do corno na vertical e despeje-lhe um litro de água pela goela abaixo para que o comprimido desça.

14. Beba o restante do whisky. Peça ao seu ajudante que o leve ao pronto-socorro e sente-se muito quieto enquanto o médico lhe costura os dedos, o braço e lhe remove os restos do comprimido de dentro do seu olho direito. A caminho de casa ligue para a loja de móveis para encomendar uma
nova mesa de jantar.

15. Trate de tudo para que a sociedade protetora dos animais venha buscar o filho da puta do gato mutante que tem parte com o demônio e fugido do inferno.

16. Telefone para a loja de animais e pergunte se têm tartaruguinhas.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...